quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Jesus, modelo através dos séculos.


Acabei de ler a seguinte matéria na, Gospel Primer “Cantora famosa diz que autores da Bíblia estavam bêbados e chapados”, e não podia deixar de protestar como demonstração de repúdio ao ato da cantora, Dorota Rabczewska, que usa o nome artístico de Doda, que talvez não beba taça alguma de vinho e nunca tenha fumado um baseado na vida, mas incrivelmente adora estirar o dedo médio para as pessoas em alguns dos seus vídeos.

Doda em sua entrevista disse ser difícil acreditar em alguém que escreveu depois de ter bebido e fumado maconha, pelo que foi processada, sendo condenada a pagar a multa de míseros 1.450 dólares, por ter ofendido a fé de milhões de pessoas de alguns seguimentos religiosos. A doce mocinha também afirma que, mais pessoas acreditam em dinossauros do que na Bíblia. “Dize-me com quem andas e te direi quem és”. O ex-noivo de Doda, Adam Darski, nem percebeu que o seu nome foi dado em homenagem ao primeiro homem criado por Deus, Adão, descrito no livro do Gênesis e em pleno show, rasgou um exemplar da Bíblia, em 2007. Porque ninguém contou para o coitado que o nome dele estava lá, assim evitaria que ele negasse o próprio nome?

Coisas como essa, acontecem dia após dia e muitos acham comum a expressão de ideias que agridem a outros como simples marketing. Porém essa insensatez é de se esperar. O mundo do Rock ao longo de sua história abriu uma vertente para o ocultismo camuflado e também aberto em determinados grupos, com letras que mostram total oposição ao que tantos consideram objeto do sagrado. Esperar impiedade do ímpio é óbvio, choca, mas ele dá apenas o que tem, pior faz os que deveriam ser santos e guardadores a Palavra, e não o fazem.

O que dizer das aulas de mestrado em teologia quando alguns “mestres” para chocar seus alunos e ver a reação deles jogam o exemplar da Bíblia na lata do lixo? Conseguem ver semelhança ou diferença?

Porque considerar culpada a pobre infeliz que não discerne da mão direita da esquerda, se Jonas faz pior?

Precisamos com urgência rever nossa crença sem nos deixar levar por ventos que surgem não se sabe de onde e nem tampouco para onde caminha. Não se pode desmistificar a fé do povo simplesmente apagando-a, faz-se necessário redireciona-la, plantado uma fé viva, genuína, no Filho de Deus e em Sua Palavra, que é viva e eficaz. Palavra que não caduca com o passar do tempo.

O que esperar do povo que anda errante, sem saber a quem seguir; se homens que foram chamados por Deus, e por isso mesmo receberam a “luz da revelação”, se deixam levar por ensinamentos de ímpios? Se eles alimentam as crendices do povo que põe a fé em coisas criadas e não no Criador. Se pensando que usaram o pano certo para fazerem o bom remendo, o fizeram com pano de chão, daqueles bem surrados? O povo de Deus que sempre foi respeitado, sendo considerado como um povo forte e não vendável está passando por dias difíceis nos vários grupos, sofrendo uma espécie de guerra civil devastadora.

Jesus no seu tempo arrastou multidões de modo simples, falando a verdade, sem alisar a cabeça de ninguém, repreendia com amor, defendia com unhas e dentes a casa onde seu Pai era adorado, respeitava a Palavra, pois ele próprio era o cumprimento dela, realizava milagres, orava, jejuava, cuidava do próximo, trazia vida e esperança aos mortos, física e espiritualmente; tudo para a glória de Deus. Pensando sobre tudo isto, com seriedade me responda, temos seguido os seus passos? Que evangelho nós seguimos hoje?

Ontem, estava escrevendo um texto e li em Marcos 3:9-12, “E, ele disse aos seus discípulos que lhe tivessem sempre pronto um barquinho junto dele, por causa da multidão, para que o não oprimisse, Porque tinha curado a muitos, de tal maneira que todos quantos tinham algum mal se arrojavam sobre ele, para lhe tocarem. E os espíritos imundos vendo-o, prostravam-se diante dele, e clamavam, dizendo: Tu és o Filho de Deus. E ele os ameaçava muito, para que não o manifestassem”. O texto deixa claro que Jesus não queria propaganda de si mesmo em out door, antes preferia que o povo cresse nele voluntariamente e assim decidisse segui-lo por amor, por fé, por entender que Ele esperança viva, o Ungido de Deus habitava entre os homens.

Só falta o cúmulo do absurdo, que hoje os demônios precisem usar a boca dos seus opressos para que os homens que se dizem de Deus tenham a revelação. O que se faz necessário para acordar das apelações que tem sido feitas?

Desperta tu que dormes e levanta-te dentre os mortos e Cristo te esclarecerá”. Efésios 5:14

Há muita gente boa que tem compromisso verdadeiro com Deus, que está se descabelando para consertar a situação atual nas aberrações instituídas em Sua casa, e como método; adotam o outro extremo, negando veladamente as práticas ensinadas pelo próprio Jesus, como mencionamos acima. Instruir com verdade para construção de uma fé sólida é o objetivo, o crescimento o Espírito Santo que convence o homem, faz a seu tempo. Ele espera pacientemente por todos nós. Cada um tem o seu tempo de amadurecimento.

A casa de forma alguma pode estar dividida. Precisamos restaurá-la. Cada um torne-se responsável pela necessidade que vê. Se a casa ruir, o prejuízo é grande e não podemos nos iludir; de Deus, ninguém zomba, nem os de dentro, nem os de fora.

Deus tenha misericórdia de nós.

Denise Figueiredo Passos




2 comentários:

  1. Esta cada vez pior minha amiga. Sigamos salgando sempre, artigo maravilhoso e pertinente a todos. Bjim!

    ResponderExcluir